Igor Medeiros

Reclamar ou agradecer

Reclamar ou agradecer?

Seja a sua resposta reclamar ou agradecer, ela pode definir sua vida

Esta semana vi uma notícia engraçada. Veículos de comunicação do mundo todo publicaram um fato sobre agradecer que, em princípio, seria discreto, mas que ganhou notoriedade.

“Papa Francisco coloca placa em seu quarto: ‘Proibido reclamar’” — era a manchete no Portal da Revista Exame. Acredito que o fato ganhou notoriedade não somente por envolver uma pessoa conhecida do público, mas também por se tratar de algo que poderia servir para cada um de nós. Afinal, — me fale a verdade — quem de nós nunca reclamou?

Não me entenda mal. Talvez você esteja, sim, passando por momentos muito difíceis. No entanto, por isso, todos passamos. Ninguém tem uma vida parecida com um mar de rosas. Sendo assim, por que algumas pessoas parecem conseguir avançar melhor por seus obstáculos e outras parecem ficar presas neles?
Um dos segredos dos que superam dificuldades (em vez de se deixarem vencer por elas) é a gratidão. Assim como todos temos dificuldades, é verdade, também, que todos vivemos experiências pelas quais vale a pena agradecer.

Por exemplo: pode ser que você esteja passando por uma experiência parecida com a que eu vivi anos atrás. Estava internado num hospital sem saber se sairia vivo. Lembro-me bem do dia em que dormi com dor no pulmão, sabendo que uma nova embolia pulmonar poderia me tirar a vida.

É possível encontrar motivos para se sentir verdadeiramente grato

Mesmo em situações assim, é possível encontrar motivos para se sentir verdadeiramente grato.  Como os cuidados que você recebe ou o fato de ter conseguido vaga num hospital (quantos não tem isso?). O simples fato de você poder ler este artigo já é algo a ser comemorado: você está vivo, o que significa que seus problemas não conseguiram te tirar o seu maior dom. Quando eu estava no hospital, após dormir com dor no pulmão, acordei e percebi que eu estava vivo. Isso me deixou feliz e disposto e me ensinou o poder que a gratidão traz para a vida.

E por que a gratidão é tão poderosa? Porque ela te ajuda a se sintonizar com aquilo que você agradece, ou seja, seu foco deixa de ser os problemas e passa a ser os instrumentos que você tem à sua volta para encontrar soluções.

Imagine uma pessoa que está com fome. Isso é um problema, certo?

Digamos que ela esteja diante de uma mesa cheia de ingredientes que lhe possibilitam fazer uma deliciosa receita. Se essa pessoa souber exercitar a gratidão, ela vai conseguir perceber que tem à sua frente a solução do seu problema. Ela só precisa traçar um plano e segui-lo. Se, no entanto, for uma pessoa “reclamona”, só conseguirá prestar atenção na própria fome, e seu desconforto a deixará tão angustiada que não será capaz de resolver sua situação.

Na vida, esse tipo de situação acontece com mais frequência do que imaginamos.

Qual desses comportamentos você tem?

Agora, eu te lanço uma pergunta: qual desses dois comportamentos seria o seu? Nos momentos de dificuldades da sua vida, você consegue perceber caminhos que podem te ajudar a solucionar os problemas ou fica angustiado demais para conseguir enxergar isso?

Para te ajudar a exercitar a gratidão, proponho aqui um desafio para você fazer todos os dias. Para cada evento ou fato desagradável da sua vida, liste dois ou mais motivos para agradecer, mesmo que seja algo pequeno. Se necessário, escreva. Aos poucos, você se dará conta da abundância de motivos na sua vida pelos quais vale a pena agradecer.

Leia também – Três Razões Para Você Não Julgar Os Outros

igormedeiros on Emailigormedeiros on Facebookigormedeiros on Instagramigormedeiros on Linkedinigormedeiros on Pinterestigormedeiros on Twitterigormedeiros on Youtube
igormedeiros
Autor e palestrante no Instituto Poderosamente
Igor Medeiros é palestrante internacional (Brasil e Japão) especialista no tema superação pelo Instituto Poderosamente. Colunista de diversos portais conhecidos, é infoprodutor de cursos online, ativo em convenções empresarias.